SCM Music Player

Última Atualização

Muito obrigada meu querido pela linda homenagem. amo você.

Meu querido amor, muito obrigada pela linda homenagem que você me fez aqui no blog, está lindo demais e tudo que você me falou através da música é simplesmente maravilhoso, muito obrigada amor meu, amor da minha vida. Acordar com beijos seus foi maravilhoso, perfeito amor meu. Amo você meu rei, beijinhos em seu coração. Sua eterna Teresa

segunda-feira, 11 de março de 2013

Declararei sempre meu amor por ti!




Rosa vermelhaDizem que quem declarou seu amor não precisa declarar mais,
por que declaração é tudo igual, mas quê!
Nada é igual no amor.

Posso declarar meu amor 
num olhar,
num suspirar,
num carinho,
numa palavra terna,
num beijo arrebatador, aquele de tirar o fôlego,
num beijinho, aquele tipo selinho...
Posso declarar meu amor em tantos atos que nunca terá ato final.

Declaro meu amor a você através de palavras escritas,
mas ditadas pelo coração e escritas aqui neste papel frio que é o monitor,
hum que estranho, escrever num papel que é o monitor...
Ah amor declaro agora meu amor a ti!
Declaro sim e sempre o declararei, gosto de declará-lo a ti.

Gosto do som das palavras...
Gosto do tilintar de teclas aqui no computador...
Gosto de quando declaro meu amor a ti, 
quando toco seu rosto com um carinho ou um beijo rápido...e
você me olha com o canto dos olhos...
Gosto, gosto muito de declarar meu amor a ti, seja lá de que maneira for...
E declaro agora meu amor a ti, meu doce José!
Sou sua Maria, aquela que você escolheu num domingo 
 

distante e eu a sua Maria aceitei ser escolhida por ti,
ah como gostei e agora declaro meu amor a ti.
Amo a ti meu doce amor, ah como eu amo a ti!
Te amo com simplicidade e ternura.
Te amo com loucura na passividade dos dias longe de ti.
Te amo meu amor e isso nunca poderei negar, amo somente a ti e
te amo mais que amo a mim!
                     Com carinho de quem só sabe amar a ti a sua Teresa

4 comentários:

  1. Teresinhamiga



    Vogando pela blogosfera. Sem rumo definido, encontrei-te no blogue da Patrícia. Vim até cá – e gostei. Foi uma boa dica. Se não tivesse gostado, também to dia. Sou pão, pão, queijo, queijo; ou como na tropa aprendi: serviço é serviço; conhaque é… conhaque.

    Vou a caminho dos 72 aninhos. Sou virgem (20/09/41, para efeitos de prenda…) mas tenho, temos, a Raquel e eu, três filhos, quatro netos e uma neta. E vamos fazer 50 anos de casado – ai o que eu tenho sofrido para aguentar tamanha cruz… Bodas de ouro? Nada, não. Na verdade, bodas de felicidade.

    Gosto de ser brincalhão e brejeiro com quem mo merece – e mo permite e me responde no mesmo tom. A minha Travessa do Ferreira (http://aminhatravessadoferreira.blogspot.com ) pode ser o exemplo do que gosto de gozar: enfim, sou um velhote que persiste em ser jovem… da cabeça… de cima.

    Como aqui vim e como Amor com Amor se paga, espero por ti, pelos teus comentários e pela tua (per)seguição. O mesmo já aqui fiz, ou seja: já faço parte dos teus perseguidores. Podes entrar na minha Travessa que então será também tua. Isto é, nossa.
    Peço-te desculpa deste escrito que é maior do que a légua da Póvoa

    Qjs = queijinhos = beijinhos

    ________________
    NB – Este texto é estereotipado. Não tinha, nem tenho, nem teria tempo de o escrever um por um. Mas não entendas isto com falta de consideração ou malandrice. Mas posso assegurar-te que ser reformado é quando se trabalha mais. E ainda: um jornalista nunca se reforma – no papel, sim, na mentalidade, nunca.

    ResponderExcluir
  2. Oi Maria Teresa,
    Também acho que podemos declarar o amor a alguém de várias maneiras,quanto mais intenso for mais criativos nos tornamos.
    Sempre lindo ver tuas declarações,tuas lindas poesias.
    abração querida =)

    ResponderExcluir
  3. BELO ALVORECER MEUS QUERIDOS !
    O SOM DA MUSICA JÁ ANUNCIA QUE O AMOR QUE AQUI EXISTE É UM AMOR COBERTO DE AMORES...LINDO O POETAR QUE FAZ DAS PALAVRAS UMA DECLARAÇÃO DE AMOR !!!!!
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  4. Creio que nenhuma declaração de amor será considerada em demasia. Ela é feita como descreveu, no olhar, nos gestos, no carinho e nas palavras. E quem a recebe, certamente, terá seu coração pulsando de felicidade. Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.
Volte sempre,deixe seu comentário
por que assim conhecerei um pouco
de ti e do teu pensar.
Sinta-se acarinhado pela poesia
que brota do meu coração e pela
boa música que com seus acordes
adoçam a vida!
Um abraço!
Fica sempre com Deus!
Maria Teresa Fheliz Benedito

A Rosa e o Girassol

A Rosa e o Girassol.
Tão distintas e tão iguais.
Buscaram o mesmo solo, um solo pedregoso
e árido para desabrochar.
Uma ao lado do outro encantando os pássaros,
as borboletas, enfeitiçando as joaninhas.
Fico aqui a pensar, por que os homens
não podem viver em harmonia?
Que bom que no jardim da nossa casa as plantas se harmonizam e enfeitam a nossa vida.
Obrigada meu Deus,por tão lindo presente. Amém!

A alma e as estações!

A alma daquela mulher anda como as estações

Seu coração está na mão das estações

Ele sabe definir o vento, o sol, a alegria, a tristeza...

E se aninha a saudade vendo o sol partir!

O sol parte em busca de um novo dia do outro lado

E a noite vem e aperta este coração solitário

Sufocando o ser que quer ser e fazer feliz.

Mas está tão triste e o pior se sentindo tão sóQue por mais que queira não consegue ser

Pode apenas estar ali sozinha no canto de si mesma.

E de mãos dadas com as estações e muito triste

Caminha lentamente pela solidão de si mesma

Que se fez sossego dentro dela e em seu coração

Mas que chora por um amor que não chega

E que agora tem medo até de ser e até de estar.

Cansada de apenas estar

Recolhe-se a poesia que adentra o seu ser

Encolhe-se todinha a espera de inspiração

Para rimar com estações, por que seu

Pensamento voa e não consegue atinar

Que você não chega a tempo para eu lhe amar!

Maria Teresa