SCM Music Player

Última Atualização

Muito obrigada meu querido pela linda homenagem. amo você.

Meu querido amor, muito obrigada pela linda homenagem que você me fez aqui no blog, está lindo demais e tudo que você me falou através da música é simplesmente maravilhoso, muito obrigada amor meu, amor da minha vida. Acordar com beijos seus foi maravilhoso, perfeito amor meu. Amo você meu rei, beijinhos em seu coração. Sua eterna Teresa

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Dia do escritor! 25 de julho



Eu amo ler.
Minha leitura começa pela ida a uma livraria ou a uma biblioteca.
O gostoso mesmo é você ir até uma livraria e escolher dentre
tantos livros aquele que mais parece com que mais gosto.
Gosto de livros,gosto de livrarias, gosto de escritores.
Tenho a maior admiração pelos escritores.
Eles tem o dom de me fazer viajar, navegar, emocionar, chorar, rir,
aprender, relaxar... a leitura de um bom livro me faz viver.
Quando pego um livro na livraria e ele não está lacrado, abro
delicadamente e o cheiro, gosto do cheiro do livro, minha leitura começa ali.
As pessoas em volta acham estranho e algumas dão risada, eu nem me importo,
por que minha primeira leitura é através do cheiro.
Parabéns a todos os escritores, poetas e por que não parabéns aos leitores.
Somos o incentivo dos escritores.
Uma vez falei ao meu pai que gostaria de ser poetisa e ele me respondeu assim
com sua poesia bela.(((Maria Teresa)))

“Você disse que poetisa queria ser
Para poder cantar com harmonia
com acerto e emoção
tudo que lhe vai na alma, no coração
dessa cidade bonita,
de ar puro, sem poluição
de gente hospitaleira
de alma pura e altaneira
e exaltar tanta beleza.
Cantar sua natureza,
que de belo ainda ficou
nesse chão fecundo.
Que Cristo fez com poesia
com encanto tão profundo.
Pois eu digo com certeza
que de poetisa ou poeta
quase todos tem boa porção
e isto é muito bom
e do mundo a salvação
pois muitos se inspiram
na alegria ou na tristeza
para conservar tanta beleza
que existe da natural riqueza.
Por isso jogue fora a tristeza
a terra está cheia de pranto
olhe para o céu com estrelas a luzir
que parecem crianças brincando
para a terra sorrir.
Você poetisa é, só não te troféu
pois sabe olhar, pensar e sentir
e também com acerto exprimir.
Olhe muito para o céu, para o céu!
Esqueça o passado que é pequeno.
Encerre seus olhos no imenso porvir
que é melhor que um troféu.
Então um dia com muita alegria
com harmonia no coração
num futuro longe, muito longe
dessa cidade querida recordará com emoção
e também com muita saudade!”
De Luiz José de Brum, meu pai, poema escrito em 1975.
Parabéns ao meu pai que foi um grande escritor, sem livros,
mas um grande escritor.

4 comentários:

  1. Que belo teu texto amiga! Evito ir em livrarias, parece uma compulsão, pois sempre tenho em casa livros que ainda não li.. Mas não tem jeito! Quando vou fico tardes inteiras rodando pelos livros, por minha vontade compraria todos! Como não dá :( acabo levando alguns.. rsrs.

    A poesia do teu pai é tão linda querida, cheia de amor, valor e incentivo, ele deveria ter publicado um livro! Parabéns pra vç amiga, afinal somos amantes das letras e nelas derramamos nossas almas, não para sermos escritoras, mas para estreitarmos com elas nossos laços! Gr. Bj. amada!

    ResponderExcluir
  2. Papai era especial ,ainda o é para mim, que posso ler seus escritos sempre que desejo...tenho coisas que ele escreveu para mim que estção com a letra dele, com a energia fabulosa dele...ele era demais.
    Não tínhamos condições de publicar o livro, quando as coisas melhoraram ele adoeceu e foi embora par ao céu.
    ]Meu irmão Celso pensa em editar os escritos do papai em homenagem póstuma, tomara que dê certo...amém...
    Obrigada minha amiga querida por sua presença e nossa vida, beijinhos em seu coração.

    ResponderExcluir
  3. Oi Maria Teresa
    Que post lindo minha amiga, e muito especial essa homenagem ao seu pai! Eu amo ler também, eu até ia escrever minha história com a leitura, mas decidi fazer homenagem, e o resultado foi bem legal, depois eu escrevo sobre minha história com a leitura, foi bem diferente da sua kkkkkk. Bjão minha amiga. Te gosto muito!
    Fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  4. Que bom que você gostou Luciana, fico muito feliz.
    Fiquei pensando o que escrever para homenagear os escritores e isso me veio ao coração...fico feliz que tenha gostado, mas a a estória completa do meu gostar pelos livros eu postei há algum tempo, você ia gostar...beijinhos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.
Volte sempre,deixe seu comentário
por que assim conhecerei um pouco
de ti e do teu pensar.
Sinta-se acarinhado pela poesia
que brota do meu coração e pela
boa música que com seus acordes
adoçam a vida!
Um abraço!
Fica sempre com Deus!
Maria Teresa Fheliz Benedito

A Rosa e o Girassol

A Rosa e o Girassol.
Tão distintas e tão iguais.
Buscaram o mesmo solo, um solo pedregoso
e árido para desabrochar.
Uma ao lado do outro encantando os pássaros,
as borboletas, enfeitiçando as joaninhas.
Fico aqui a pensar, por que os homens
não podem viver em harmonia?
Que bom que no jardim da nossa casa as plantas se harmonizam e enfeitam a nossa vida.
Obrigada meu Deus,por tão lindo presente. Amém!

A alma e as estações!

A alma daquela mulher anda como as estações

Seu coração está na mão das estações

Ele sabe definir o vento, o sol, a alegria, a tristeza...

E se aninha a saudade vendo o sol partir!

O sol parte em busca de um novo dia do outro lado

E a noite vem e aperta este coração solitário

Sufocando o ser que quer ser e fazer feliz.

Mas está tão triste e o pior se sentindo tão sóQue por mais que queira não consegue ser

Pode apenas estar ali sozinha no canto de si mesma.

E de mãos dadas com as estações e muito triste

Caminha lentamente pela solidão de si mesma

Que se fez sossego dentro dela e em seu coração

Mas que chora por um amor que não chega

E que agora tem medo até de ser e até de estar.

Cansada de apenas estar

Recolhe-se a poesia que adentra o seu ser

Encolhe-se todinha a espera de inspiração

Para rimar com estações, por que seu

Pensamento voa e não consegue atinar

Que você não chega a tempo para eu lhe amar!

Maria Teresa