SCM Music Player

Última Atualização

Muito obrigada meu querido pela linda homenagem. amo você.

Meu querido amor, muito obrigada pela linda homenagem que você me fez aqui no blog, está lindo demais e tudo que você me falou através da música é simplesmente maravilhoso, muito obrigada amor meu, amor da minha vida. Acordar com beijos seus foi maravilhoso, perfeito amor meu. Amo você meu rei, beijinhos em seu coração. Sua eterna Teresa

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

A flor da pele

 
Pôr do sol em Cunha, clicado por mim.

Tudo a flor da pele
A dor, o choro
A alegria, o riso
O sonho, a ilusão,
O sonho sem ilusão
A ilusão sem realização
O ideal sem a imagem
O calor, o frio
A luz, a treva,
A solidão na loucura
A loucura no sonho
A vida na morte
O nascer no morrer
Tudo a flor da pele
Até a morte da busca
Pra ficar inerte em
Torno do nada...
Para não ter que ter
Pois se esqueceu de ser...

Maria Teresa (1999)

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

É Bach chegando... (2007)


Imagem minha
Música invade o ar suave e
deliciosamente, é Bach que pede
licença e dança pelo espaço do
meu silenciar.
Música está suspensa no ar,
como que por encanto, de algum
mago suspende meu coração,
fazendo-o mais leve, como a
música, o hino de amor de Bach.
Música penetra em mim, num imenso
caracol interminável de saudade.
Fazendo-me rodopiar de melancolia,
daqueles que se foram brilhar na
Imensidão do céu.
E de algumas coisas que passaram ou
simplesmente, ficaram para traz
nalgum lugar do passado.
Foram para o espaço reservado para elas.
O espaço da saudade.
E a música se vai, mas fica a magia
o encanto, do que ela causa em mim.
Obrigada Bach,
pela magia que sempre causa em mim...
Maria Teresa (2007)

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Sou



Sou
poesia.
Sou
música.
Sou
verso.
Sou
prosa.
Sou
inteira.
Sou
verdade.
Sou
crença.
Sou
Fé.
Sou
recompensa
do
que
Deus
sonhou
para
mim.
Sou
sonho.
Sou
realização.
Sou
Mulher.
Sou
menina.
Sou
luta.
Sou
vitória.
Sou
brasileira.
   Maria Teresa. (2010)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Amor de Outono

Esta foto inspirou o poema

Que lindo é o amor de outono.
Amor maduro.
Amor do sabe o que quer.
Amor do carinho sincero.
Amor do afeto sem medida.
Amor de confiança plena.
Amor sem espera, só de encontros.
Amor, amor.
Ah como é lindo o amor de outono.
Amor sem medo de amar.
Amor sem medo de demonstrar.
Amor sem medo de dizer a toda hora, “eu amo você”.
Amor sem medo do amanhã, por que o hoje é a hora de amar.
Amor com loucuras sem medidas.
Amor com sabedoria infinita.
Amor sem manipulações.
Amor sem falsas intenções.
Amor sem mentiras.
Amo amar você, esse nosso amor de Outono.
               Maria Teresa- 2010
(Esta foto inspirou este poemar)

domingo, 8 de janeiro de 2017

"FELIZ ANIVERSÁRIO - MARIA TERESA

Para melhor reprodução do vídeo, desligue a Playlist

Meu aniversário!.




Zero!!!!
Que alegria!
Hoje é meu aniversário e agradeço a Deus pelo dom da minha vida e por ter nascido de Bernardina e Luiz, os melhores pais do mundo, meus heróis.
Estou nascendo agora, neste exato momento, dez horas da manhã, num sábado de sol, em pleno verão, acho que é por isso que gosto tanto do sol.
Amo viver e amo aniversariar, tem gente que não gosta e eu tenho mais um ano para escrever novas histórias, lindas ou não, só depende de mim.
Agradeço Senhor por tudo, pela minha vida, pelo marido maravilhoso que o senhor colocou em minha vida, pela família sensacional que tenho.
Quero aniversariar ainda por muitos e muitos anos, com saúde e  disposição para viver esta vida maravilhosa.
Parabéns para mim e que eu possa sempre repartir esta felicidade e esta garra, com todos que por mim passar.

Muito obrigada Senhor, pelos meus 68 anos!
                    Maria Teresa.

sábado, 7 de janeiro de 2017

Poema a la dois corações (2009)


José perguntou:
- Você me ama Maria, como eu a amo?
Maria Teresa responde:
- Eu lhe amo José 
- Serve mais que o sol?
- Mais que o sol disse José.
- Sim mais que o sol, diz Maria 
- Lhe amo mais que tudo José.
Lhe amo também mais que tudo Maria 
Escuta José  o que meu coração lhe diz também,
- Lhe amo mais que o brilho da lua,
mais que o luzir das estrelas,
mais que o canto dos pássaros,
lhe amo mais que o infinito todo
e esse todo é você meu José .
- Nós juntinhos nos amamos arremata José !

                   Maria Teresa. 

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Solidão (1988)


Roupas espalhadas pela cama.
E a solidão rasgando meu peito.
A maquiagem já borrada
Pelo choro que há muito tempo estava
Retido no coração.
Explodiu, veio a tona, transbordou...
Tomo mais um gole de vinho,
e a outra taça, sempre a espera...
mais um gole para ver se ele alegra
meu coração, qual o quê!
Na vitrola rodando um bolero
que dilacera minha alma.
Ele canta a minha história.
Desta espera que não tem fim.
E choro e danço pelo quarto
com a taça de vinho na mão,
esperando por você que não vem.
E as roupas ficam ali, espalhadas,
O bolero rodando na vitrola e
Eu dançando sozinha com a taça na mão
E você que nem conheço não vem.

         Maria Teresa – 1988.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Amar é tudo



O que são 4 anos e meio, quase cinco ao seu lado?
Para muitos pode parecer uma eternidade,
mas para mim parece que foi ontem
que nos olhamos pela primeira vez nos olhos.
Parece que foi ontem que você sorriu
pela primeira vez para mim
e já tem um tempão deste primeiro sorrir.
Parece que foi ontem que você segurou em
minhas mãos com firmeza e já senti ali
que você ia me proteger para sempre.
Parece que foi ontem que você tocou pela
primeira vez em meu coração andando de lá
pra cá, para conhecê-lo e para saber onde andava
e agora faz um tempão que você caminha dentro
de mim com tanto amor e carinho.
Parece que foi ontem que você olhou para mim,
segurando minhas mãos e disse que me amava com
seu olhar e eu lhe disse a mesma coisa e nos abraçamos fortemente e não nos “desabraçamos” mais, estamos aqui juntinhos para sempre.
Parece que foi ontem que comecei a amar você meu amor.
Um beijo de sua Teresa



Bom ficar de bobeira por causa do Amor!
Ei você anda reclamando que não tem amor.
É só querer que ele vem.
E ele sempre chega na hora certa, 
nunca cedo demais e nunca tarde demais.
Ele chega sempre na hora exata,
na hora que o coração está bonito
para que ele entre e se esparrame
dentro de você e faça desabrochar em você
a vida verdadeira, por que vida sem amor
não é vida.
O amor tem que existir sempre
dentro de você, portanto arrume
sua casa interior e deixe tudo limpo
bem arrumado e perfumado,
para o amor entrar e fazer uma
festa linda dentro de você
e fazer você rir a toa,
rir por qualquer coisa.
O amor nos deixa um tantinho bobo,
e que delícia é essa bobeira.
Adoro ficar de bobeira por causa do amor e você?
             Sua Teresa. 

Claro que eu sabia


Claro que eu sabia
Ah como eu sabia que quando nossos olhos se encontrassem, 

o brilho deles seria tanto que eu saberia pela luz deles, 
que seria você o homem enviado por Deus.
Eu sabia meu amor, que quando você me abraçasse,

reconheceria no abraço o homem enviado por Deus.
Eu também sabia meu bem que quando teus lábios tocassem os meus, 

iria reconhecer o hálito do homem enviado por Deus.
Eu também sabia que quando você chegasse o mundo iria girar em nossa volta,

 fazendo-nos levitar, então saberia que você seria o homem enviado por Deus.
Ah meu bem esperei por você por uma vida, mas sabia que você iria chegar 

e eu o reconheceria como o homem
enviado por Deus, o homem da minha vida,
Ah meu bem que bom que você ouviu a Deus e veio para mim.  

                          Sua Teresa.

A Rosa e o Girassol

A Rosa e o Girassol.
Tão distintas e tão iguais.
Buscaram o mesmo solo, um solo pedregoso
e árido para desabrochar.
Uma ao lado do outro encantando os pássaros,
as borboletas, enfeitiçando as joaninhas.
Fico aqui a pensar, por que os homens
não podem viver em harmonia?
Que bom que no jardim da nossa casa as plantas se harmonizam e enfeitam a nossa vida.
Obrigada meu Deus,por tão lindo presente. Amém!

A alma e as estações!

A alma daquela mulher anda como as estações

Seu coração está na mão das estações

Ele sabe definir o vento, o sol, a alegria, a tristeza...

E se aninha a saudade vendo o sol partir!

O sol parte em busca de um novo dia do outro lado

E a noite vem e aperta este coração solitário

Sufocando o ser que quer ser e fazer feliz.

Mas está tão triste e o pior se sentindo tão sóQue por mais que queira não consegue ser

Pode apenas estar ali sozinha no canto de si mesma.

E de mãos dadas com as estações e muito triste

Caminha lentamente pela solidão de si mesma

Que se fez sossego dentro dela e em seu coração

Mas que chora por um amor que não chega

E que agora tem medo até de ser e até de estar.

Cansada de apenas estar

Recolhe-se a poesia que adentra o seu ser

Encolhe-se todinha a espera de inspiração

Para rimar com estações, por que seu

Pensamento voa e não consegue atinar

Que você não chega a tempo para eu lhe amar!

Maria Teresa