SCM Music Player

Última Atualização

Muito obrigada meu querido pela linda homenagem. amo você.

Meu querido amor, muito obrigada pela linda homenagem que você me fez aqui no blog, está lindo demais e tudo que você me falou através da música é simplesmente maravilhoso, muito obrigada amor meu, amor da minha vida. Acordar com beijos seus foi maravilhoso, perfeito amor meu. Amo você meu rei, beijinhos em seu coração. Sua eterna Teresa

terça-feira, 31 de março de 2015

Passou

        


O tempo passou.
Ficou saudade de tanta coisa.
Ficou saudade daquela rosa,
Ofertada por mãozinhas infantis.
Ficou saudade daquela canção,
tocada por meu pai no bandolim,
com tanta emoção.
Ficou saudade daquele cheirinho 
gostoso do tempero de mamãe.
Ficou saudade do olhar sereno de vovô.
Ficou saudade do meu irmão Zezé 
e de suas histórias e sonhos.
Ficou saudade daquele sorriso ofertado
Ficou saudade da doce gaivota, que baila
suavemente sobre o mar.
Ficou tanta saudade meu Deus.
E fico apenas relembrando.

Pra aliviar a saudade que ficou.
      Um abraço cheio de saudades, Maria Teresa

terça-feira, 24 de março de 2015

Meu olhar vai dar uma festa


                                    


O meu olhar vai dar uma festa,
sempre que olhares na direção
do meu coração e ele explodirá
em mil canções de amor só para ti,
para ti que minha alma ama tanto,
que ama além do mar,
que ama além da vida.
Hoje é dia de uma grande festa
que não terminará nunca,
teu olhar está dentro do
meu coração para sempre.

Um beijo de sua Teresa

sábado, 21 de março de 2015

O Peregrino, de Luiz José de Brum - Dia Internacional da Poesia - 21 de Março

Papai pintando em seu atelier, na década de setenta

O peregrino!

O homem é na terra um peregrino,
que caminha sem parar
para um destino
e para muito depressa lá chegar
para seu animo nutrir
tem que sonhar
e das estrelas buscar o seu luzir
e pedir da flor,
a sua beleza o seu esplendor
e dos seus semelhantes
compreensão, amizade e amor,
embora a verdade seja vida,
para com coragem caminhar
tem que a ilusão buscar!

     De Luiz José de Brum, meu querido pai

quarta-feira, 11 de março de 2015

Amor por ti sem intervalo.




Meu amor por ti não tem intervalo
Amo a ti desde que amanheço até quando anoiteço

e neste dormir de algumas horas eu amo a ti, sem intervalo.
Quando estou a dormir eu amo a ti,
sinto que na dormência do meu sono
deslizo para bem perto de ti e me ajeito nos teus braços
para dormir dentro destes braços que amo tanto
para que meu amor por ti não tenha nenhum intervalo.
Amo tanto a ti que em meus sonhos tu estás em todos,
até naqueles que sonho que quando ainda era criança, tu estás
menino em meus sonhos e sei que és tu e nestes sonhos brincamos.
Amor amo a ti sem intervalo.
Um beijo em seu coração e sem intervalo, Teresa

segunda-feira, 9 de março de 2015

Sou!





Sou 
poesia.
Sou 
música.


Sou 

verso. 
Sou 
prosa. 
Sou 
inteira.
Sou 
verdade.
Sou 
sempre 
crença.
Sou 
Fé.
Sou 
recompensa
do 
que 
Deus 
sonhou 
para 
mim.
Sou 
Mulher.
Sot 
brasileira.
Maria Teresa

domingo, 8 de março de 2015

Sol, lua, você


O sol desmaia no horizonte
E a lua acorda para clarear e
enfeitiçar nossa noite.
A música toca nossa pele
arrepiando nossa alma
nos fazendo apenas um só.
A brisa fria da noite acaricia
o coração nos fazendo cada vez mais
íntimos de nós dois.
As mãos se buscam dançando no ar,
se encontrando no toque do ser
numa súplica de amor.
Os olhos se encontram num beijo
encantado de magia e amor
sobre este aquário estrelar.

Grande beijo de sua Teresa

sábado, 7 de março de 2015

Mulher!

                                     
                                    Quanta beleza inspira este ser.
Mulher, não é superior, mas mulher é luz...
Mulher, não é autoridade.
Mulher é delicadeza, quando quer autorizar.
Mulher, não é a dona da verdade, mas
sabe sempre mostrar o caminho do amor.
Mulher, não é como a lua, cheia de fases, mas
sabe ser como as estações, sempre em movimento.
Ela é primavera, no sorrir e no encantar.
Ela é verão, no ponderar e no ousar.
Ela é outono nos sonhos e quimeras,
Ela é inverno, no decidir e no intuir.
Ela, mulher, filha predileta de Deus.
Ele a criou, a partir do homem, não
para ser submissa, mas para ser igual
para amar e ser amada.
Ser e fazer feliz.
  Parabéns mulher!
  Seja feliz!
    Faça feliz! 
   Seja sempre você!
    Maria Teresa
                       

sexta-feira, 6 de março de 2015

Sou crença e recompensa

Feliz Dia da Mulher, embora todo dia é nosso dia.
Felicidades amigas queridas.

Tinha 15 anos, sonhadora, mas de pezinho no chão.

Sou menina, sou mulher
Sou crença e recompensa de um sonho,
sonhado por meus pais, que hoje sou apenas eu.
Com traços físicos de papai e de mamãe e quiçá de vovô,
mas de personalidade única,
ímpar que Deus me deu e que  tempo
lapidou com alegrias e tristezas.
Sou crença, repito, sou crença,
crença de que se é o que se quer
e o que se deseja.
E eu sou recompensa do que sonhei, do que sonho.
Sou mulher, sou menina de mim mesma,
mas também sou mulher do meu amor, do meu José
Um beijo amor de sua mulher, Teresa
Hoje com 66 anos, sonhadora, mas de pezinho no chão, 
porém hoje nem precisa tanto de juízo, 
o que importa é ser feliz e fazer quem me ama feliz também.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Só sei amar de montão





Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei amar de montão.
Assim escancarado e bem amado.
Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei amar assim,
amando por inteiro, sem medo de amar
e de demonstrar esse amor.
Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei amar assim amando por inteiro,
tocando o coração inteiro.
Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei amar assim,
olho no olho,
mão na mão,
coração no coração.
Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei amar assim acarinhando o coração,
acarinhando todo o ser.
Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei amar assim,
conversando coisas de amor,
conversando coisas sérias,
conversando coisas banais,
mas sempre conversando com você.
Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei amar assim com verdade na sinceridade
do sentir absoluto do amor.
Eu não sei amar de outro jeito.
Só sei mesmo é amar você assim, de montão.
                          Sua Teresa

         

A Rosa e o Girassol

A Rosa e o Girassol.
Tão distintas e tão iguais.
Buscaram o mesmo solo, um solo pedregoso
e árido para desabrochar.
Uma ao lado do outro encantando os pássaros,
as borboletas, enfeitiçando as joaninhas.
Fico aqui a pensar, por que os homens
não podem viver em harmonia?
Que bom que no jardim da nossa casa as plantas se harmonizam e enfeitam a nossa vida.
Obrigada meu Deus,por tão lindo presente. Amém!

A alma e as estações!

A alma daquela mulher anda como as estações

Seu coração está na mão das estações

Ele sabe definir o vento, o sol, a alegria, a tristeza...

E se aninha a saudade vendo o sol partir!

O sol parte em busca de um novo dia do outro lado

E a noite vem e aperta este coração solitário

Sufocando o ser que quer ser e fazer feliz.

Mas está tão triste e o pior se sentindo tão sóQue por mais que queira não consegue ser

Pode apenas estar ali sozinha no canto de si mesma.

E de mãos dadas com as estações e muito triste

Caminha lentamente pela solidão de si mesma

Que se fez sossego dentro dela e em seu coração

Mas que chora por um amor que não chega

E que agora tem medo até de ser e até de estar.

Cansada de apenas estar

Recolhe-se a poesia que adentra o seu ser

Encolhe-se todinha a espera de inspiração

Para rimar com estações, por que seu

Pensamento voa e não consegue atinar

Que você não chega a tempo para eu lhe amar!

Maria Teresa