SCM Music Player

Última Atualização

Muito obrigada meu querido pela linda homenagem. amo você.

Meu querido amor, muito obrigada pela linda homenagem que você me fez aqui no blog, está lindo demais e tudo que você me falou através da música é simplesmente maravilhoso, muito obrigada amor meu, amor da minha vida. Acordar com beijos seus foi maravilhoso, perfeito amor meu. Amo você meu rei, beijinhos em seu coração. Sua eterna Teresa

quinta-feira, 20 de março de 2014

Outono, tempo de ser feliz também!


Imagem retirada da internet
Nada mais lindo para ilustrar a entrada do Outono,que "Noturno" de Chopin.
Outono é a mesma coisa no tempo e no espaço da 
natureza e no tempo do espaço do ser da nossa vida, que é também um momento reflexivo, de semeadura e de colheita, inclusive de novos amores deixando o ser fluir, como flui a natureza.
Outono, estação de fazer nascer a ousadia do amor.
O tom verde das folhas baila aos nossos olhos e o 
tempo como num passe de mágica, passa por elas 
deixando amarelecidas.
As pessoas ficam serenas como se a maturidade chegasse de repente... a pele se acalma, o sorriso aflora, o olhar tem um novo brilho...
Dá vontade de cantar e ouvir velhas estórias, fazer confidências, reunir amigos em casa, ouvir velhos discos, aqueles de “vinil”, ler aquele livro esquecido 
sobre aquela escrivaninha, namorar com o par certo e com ele dançar um bolero bem de perto.
Dá vontade de entrar em harmonia com Deus, numa contemplação única, divina.
Outono tempo de semear na natureza e em nosso coração as sementes da vida, do sonho, da alegria, da lealdade, da ternura, do carinho enfim da ousadia de amar e ser amada. 
            Um abraço e feliz Outono, Maria Teresa

sexta-feira, 14 de março de 2014

Minha primeira postagem: Traga o anjo lindo!

                                                                 (((((27de Junho de 2011)))))
Os segundos parecem minutos
Os minutos, horas
As horas, dias
Como este dia custa a passar
Meu coração sente o seu bater
aqui em meu peito
Olho as horas e parece que elas não
passam, elas estão ali paradas,
o tempo estagnou e eu aqui querendo
lhe ver, meu anjo lindo.
Vem noite e me traga o meu anjo lindo.
Vem noite e me traga a canção que
acompanha o meu anjo lindo.
Vem noite e me traga estrelas,
mas se vier só, nem venham, só
quero estrelas, prá ver com meu anjo lindo.
Vem noite, me traga o luar que com certeza
se encantará com a luz que meu anjo lindo
trás com ele.
Vem noite, me traga o sorriso,
o sorriso do meu anjo lindo!
Com carinho e amor de sua Teresa

sábado, 8 de março de 2014

Dia Internacional da Mulher - Sou menina, sou mulher!


Sou menina, sou mulher
Sou crença e recompensa de um sonho,
sonhado por meus pais, que hoje sou apenas eu.
Com traços físicos de papai e de mamãe e quiçá de vovô,
mas de personalidade única,
ímpar que Deus me deu e que  tempo
lapidou com alegrias e tristezas.
Sou crença, repito, sou crença,
crença de que se é o que se quer
e o que se deseja.
E eu sou recompensa do que sonhei, do que sonho.
Sou mulher, sou menina de mim mesma,
mas também sou mulher do meu amor, do meu José!
                 Um beijo amor de sua mulher, Teresa

A Rosa e o Girassol

A Rosa e o Girassol.
Tão distintas e tão iguais.
Buscaram o mesmo solo, um solo pedregoso
e árido para desabrochar.
Uma ao lado do outro encantando os pássaros,
as borboletas, enfeitiçando as joaninhas.
Fico aqui a pensar, por que os homens
não podem viver em harmonia?
Que bom que no jardim da nossa casa as plantas se harmonizam e enfeitam a nossa vida.
Obrigada meu Deus,por tão lindo presente. Amém!

A alma e as estações!

A alma daquela mulher anda como as estações

Seu coração está na mão das estações

Ele sabe definir o vento, o sol, a alegria, a tristeza...

E se aninha a saudade vendo o sol partir!

O sol parte em busca de um novo dia do outro lado

E a noite vem e aperta este coração solitário

Sufocando o ser que quer ser e fazer feliz.

Mas está tão triste e o pior se sentindo tão sóQue por mais que queira não consegue ser

Pode apenas estar ali sozinha no canto de si mesma.

E de mãos dadas com as estações e muito triste

Caminha lentamente pela solidão de si mesma

Que se fez sossego dentro dela e em seu coração

Mas que chora por um amor que não chega

E que agora tem medo até de ser e até de estar.

Cansada de apenas estar

Recolhe-se a poesia que adentra o seu ser

Encolhe-se todinha a espera de inspiração

Para rimar com estações, por que seu

Pensamento voa e não consegue atinar

Que você não chega a tempo para eu lhe amar!

Maria Teresa